Curta nossa FanPage

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Robinson Faria tem 98 apartamentos do Minha Casa, Minha Vida e não paga condomínio

Postado Por:
O vice-governador Robinson Faria, candidato do PSD ao Governo do Estado, possui 98 apartamentos no condomínio Caravelas, em Parnamirim, todos dentro do programa Minha Casa, Minha Vida e não paga as faturas do condomínio desde novembro, totalizando um débito de R$ 153.082,64. A denúncia foi feita no programa eleitoral nesta segunda-feira (20).
Os demais condôminos do Jangadas também não esconderam a frustração por ver que pagam em dia a sua taxa de condomínio, enquanto o “vizinho rico” está inadimplente. “É um absurdo. Nós pagamos e ele precisa pagar também. Não tem 98 apartamentos? Tem que pagar”, aponta Silvino Borges, morador do Jangadas. “O justa paga pelo pecador”, complementa a moradora Netinha Paiva. Wagner Fernandes também questiona: “Quem é ele para não pagar o condomínio? Todos aqui pagam”.
Além da inadimplência, há uma contradição entre as informações prestadas pelo Residencial Caravelas e a prestação de contas de Robinson Faria junto ao Tribunal Regional Eleitoral. Na declaração do candidato, há 31 apartamentos, sendo dois no Residencial Veleiros e 29 no Residencial Jangadas. Mas nenhum no Residencial Caravelas. Os três condomínios são vizinhos no bairro de Nova Parnamirim.robsonpiresxerife@hotmail.com

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

PESQUISA CNT/MDA MOSTRA DILMA COM 45,5% E AÉCIO COM 44,5% DAS INTENÇÕES DE VOTO.

Postado Por:


A primeira pesquisa CNT/MDA divulgada após a votação do primeiro turno da eleição presidencial mostrou a candidata Dilma Rousseff (PT) com 45,5 por cento das intenções de votos, enquanto o candidato do PSDB, Aécio Neves, aparece com 44,5 por cento, mas apesar da vantagem numérica da petista, ambos estão tecnicamente empatados dentro da margem de erro.
Segundo a pesquisa, divulgada nesta segunda-feira, Dilma tem 50,5 por cento dos votos válidos, contra 49,5 por cento de Aécio. A margem de erro da pesquisa, realizada nos dias 18 e 19 de outubro, é de 2,2 pontos percentuais.
No primeiro turno, Dilma teve 41,6 por cento dos votos válidos e Aécio somou 33,6 por cento.
A pesquisa ouviu 2.002 pessoas, em 137 municípios de cinco regiões de país nos dias 18 e 19 de outubro.

Datafolha: a 6 dias da eleição, Dilma ultrapassa Aécio e está na frente

Postado Por:
20 de outubro de 2014 às 19:05 —
Pesquisa do instituto Datafolha, a terceira no segundo turno, aponta: a 6 dias da eleição, a presidente Dilma Rousseff está na frente do adversário Aécio Neves.
A margem de erro é de 2 pontos para mais ou para menos.
Eis os números.
 
Dilma Rousseff (PT)- 46%
Aécio Neves (PSDB) – 43%
Brancos/Nulos – 5%
Indecisos – 6%
Levando em consideração apenas os votos válidos, sem os brancos e nulos, o resultado é o seguinte:
Dilma – 52%
Aécio – 48%

Serial killer de GO: suspeito morava com a mãe e os avós; conheça mais sobre ele

Postado Por:
Homem que confessou 39 mortes disse que sofreu abuso sexual e bullying na infância
Do R7, com Fala Brasil
O vigilante Thiago Henrique Gomes da Rocha, de 26 anos, morava com a mãe e os avós maternos em um bairro pobre da periferia de Goiânia. Ele trabalhava como vigilante terceirizado em uma maternidade pública, uma das maiores de Goiás. Ele revelou para a polícia que foi vítima de abuso sexual quando tinha 11 anos e sofria bullying na escola por causa do jeito desengonçado. 
Assista ao vídeo:
Depois da prisão, a polícia divulgou trechos do depoimento do vigilante. Thiago Henrique Rocha dava um número para cada vítima de acordo com a ordem dos homicídios. Em entrevista à TV Record, ele admitiu alguns crimes. 
— Eu cometi alguns crimes, estou colaborando e estou muito arrependido pelo que eu fiz, né?
Ele contou o que sentia no momento das mortes. 
— Era uma força maior do que eu. Não tinha como segurar.  O vigilante disse ainda que acompanhava pela imprensa a repercussão dos crimes. 
Os vizinhos ficaram chocados com a notícia que ele era um assassino em série, como conta Divina Rosa Tavares.
— Gente, pelo amor de Deus, a gente com medo lá do centro ou noutro lugar, sem saber que estava aqui na minha porta. Nossa, e eu tenho três filhas jovens, bonitas, cabelão comprido igual ele estava matando.
Um vizinho, que não quis se identificar, conta que sempre estranhou o comportamento de Rocha. 
— Ele parava debaixo da árvore e ficava olhando para os vizinhos fixamente, sem piscar os olhos. Com aquele olhar frio. A gente ficava com medo, mas como a gente vai fazer alguma coisa?
Logo depois de ser detido, o suspeito tentou se matar cortando os pulsos com cacos de uma lâmpada da cela. Ele foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros. O advogado do vigilante, Thiago Huascar, afirmou que até agora não conseguiu entender o comportamento do cliente. 
— Ele é muito difÍcil de conversa. Ele olha de uma maneira diferente, meio ansioso, com medo, até depois que ele tentou o suicídio, levou os pontos, eu perguntei pra ele: "Por que você fez isso? O que está acontecendo? Tentaram fazer alguma coisa com você?" E ele: "Não, não aguento ficar abafado". Isso foi o que ele me disse. Eu fui tentar perguntar sobre o caso e ele se manteve em silêncio. Até para a defesa, está difícil trabalhar. 
Thiago Henrique Gomes da Rocha, de 26 anos, confessou a morte de 39 pessoas Reprodução/Rede Record
Os crimes
Até agora, o vigilante confessou ter matado 39 pessoas: 22 mulheres e 17 homens. Segundo a polícia, Rocha começou a matar em 2011. A primeira vítima foi o estudante Diego Martins Mendes, de 15 anos. Imagens de câmeras de segurança mostraram o adolescente saindo da escola. O corpo nunca foi localizado. Na última semana, o suspeito levou a polícia ao local onde teria jogado o corpo, mas nada foi encontrado. 
Além do adolescente, o vigilante confessou ter matado um colega de trabalho. Ele teria se sentido atraído pela vítima. O colega que também era vigilante foi morto com vários golpes de faca na guarita na qual trabalhava. 
Em 2012, o vigilante começou a matar travestis e depois, moradores de rua. Na época, as mortes ganharam repercussão. O matador agia durante a noite e atirava antes que as vítimas pudessem se defender. Só naquele ano, ele teria feito dez vítimas. No ano seguinte, foram mais quatro assassinatos. 
O número de mortes aumentou em 2014. Rocha confessou ter executado 23 pessoas, quase todas mulheres. A última vítima foi Ana Lídia Gomes, de 14 anos. A adolescente foi morta a tiros quando saía de casa, como conta a mãe dela, Ada Oliveira.
— Ele acabou com a minha vida. Ele tirou um pedaço de mim. Era minha filha, minha companheira, minha amiga, minha confidente.
Além de Ana Lídia, outras 14 mulheres foram mortas entre 18 de janeiro e 2 de agosto deste ano. Todas tinham perfis semelhantes. Eram bonitas, jovens e com idades entre 14 e 29 anos. Elas foram mortas à queima-roupa na cabeça ou no peito.
Relembre os principais assassinos em série que já assustaram o Brasil
Após estes crimes, a polícia montou uma força-tarefa para descobrir o assassino. Imagens de câmeras de segurança e depoimentos de testemunhas foram usados para descobrir a identidade do criminoso: um homem jovem, alto e magro que agia sempre sozinho e de moto. Ele usava sempre o mesmo sapato, preto de solado branco. Além disso, carregava uma mochila nas costas. Em alguns momentos, uma pochete. 
No dia 12 de outubro, o serial killer de Goiânia saiu em busca de mais uma vítima. A escolhida foi uma advogada de 24 anos que caminhava ao lado do namorado. O casal foi até uma barraquinha de lanches. Ali havia outras quatro pessoas. O garçom contou que o suspeito chegou, pediu o cardápio e já foi em direção à jovem. Sem falar nada, apontou o revólver para ela. No entanto, a arma falhou. Irritado, ele deu um chute no rosto dela e fugiu de moto. 
Com base na descrição física que a polícia já tinha e nas características da moto que ele usava, um cerco foi montado. Um vídeo exclusivo da TV Record mostrou o assassino sendo algemado em uma rua movimentada de Goiânia. Esse foi o fim de um dos maiores cercos já montado pela polícia de Goiás, como conta o delegado Eduardo Prado. 
— Convocamos mais delegados, agentes, 150 servidores da polícia de várias delegacias para ampliar nossos olhos sobre Goiânia. E tivemos esse resultado espetacular.
O suspeito foi levado para a delegacia sob um forte esquema de segurança. Na chegada, ele era esperado por parentes das vítimas. Alguns estavam desesperados e passaram mal ao ver o homem. A polícia descobriu que Rocha tinha uma lista de mais de 90 assaltos.
Durante uma busca na casa dele, foram encontrados vários objetos ligados ao crime. Os investigadores também descobriram que ele dificultava a identificação da moto. Um pano vermelho era usado para cobrir o tanque de combustível. As placas eram roubadas e depois colocadas na moto usada por ele. Imagens de câmeras de segurança flagraram o vigilante retirando a placa de uma motocicleta em um supermercado. 
Exames de balística confirmaram que a arma encontrada na casa dele foi usada para matar ao menos seis vítimas, como explica Rejane Barcelos, superintendente da polícia científica. 
— Segundo a própria confissão do autor, existem várias outras vítimas. Então, o trabalho da polícia científica, que é o confronto balístico vai continuar confrontando os padrões dessa arma que foi apreendida na casa do suspeito com todos os projéteis retirados dos corpos das vítimas. 
A polícia suspeita que o vigilante pode ter escondido os corpos de algumas vítimas. Segundo o superintendente da Polícia Civil, o número de mortes pode ser muito maior.
— A partir da prisão dele, é que podemos agora ter um pouquinho da noção do tamanho da gravidade. Eu já estou na situação de que não vou me surpreender se o número for muito maior do que esses 39.
Enquanto puder contribuir com a investigação de alguns dos crimes, ele será mantido em uma cela da delegacia, isolado e cercado de extrema vigilância. 

'Fui traído', diz preso ao confessar ter matado cozinheira a facadas no RN

Postado Por:

Ex-mulher do suspeito, Francisca Ronieve foi morta na cidade de Portalegre.
Antônio Gilmário Costa, de 29 anos, foi preso na manhã desta segunda (20).

Do G1 RN
Antônio Gilmário Costa, de 29 anos, foi preso na zona rural de Portalegre e confessou o crime (Foto: Divulgação/Polícia Civil do RN)Antônio Gilmário Costa, de 29 anos, foi preso na
zona rural de Portalegre e confessou o crime
(Foto: Divulgação/Polícia Civil do RN)
O pedreiro suspeito de ter matado a facadas a cozinheira Francisca Ronieve Soares de Oliveira, crime ocorrido na madrugada deste domingo na cidade de Portalegre, na região Oeste potiguar, disse à polícia que cometeu o crime por ciúmes. Preso na manhã desta segunda (20) ao ser encontrado escondido em um matagal no próprio município, Antônio Gilmário Costa Lima, de 29 anos, alegou ter sido traído. “Traiu que eu vi”, disse em depoimento. O G1 teve acesso ao documento no qual o suspeito confessa o homicídio. Francisca era ex-mulher de Antônio, com quem tinha uma filha de 3 anos. A criança foi salva por uma sobrinha da vítima.
Em depoimento à polícia, Antônio afirmou que a ex-mulher ligou para ele pedindo R$ 500 emprestados e que ele foi até à casa da vítima uma hora antes do combinado para deixar o dinheiro. De acordo com as declarações de Antônio, ao chegar no local ele viu a ex-companheira "se agarrando" com o vizinho. Antônio então voltou para casa dele, pegou uma faca e retornou para a residência de Francisca onde cometeu o crime.
O crime
Segundo a Polícia Civil, Francisca Ronieve Soares de Oliveira, de 31 anos, foi morta na sala de casa na frente da filha e da sobrinha, crime que aconteceu na madrugada deste domingo (19). Suspeito do crime, o ex-marido da vítima fugiu em seguida, tendo sido preso na manhã desta segunda (20) escondido numa região de matagal no próprio município. A arma utilizada não foi encontrada.

Segundo o delegado Ricardo Adriano, "a filha do casal, uma menina de apenas 3 anos, e a sobrinha da vítima, já maior de idade, presenciaram o homicídio. A criança só não morreu porque a sobrinha correu com a menina e a escondeu”, acrescentou.
Cozinheira foi morta na sala de casa (Foto: Divulgação/Polícia Civil do RN)Cozinheira foi morta na sala de casa
(Foto: Divulgação/Polícia Civil do RN)
Ainda de acordo com o delegado, o pedreiro já havia sido indiciado por crime de ameaça em junho deste ano, mas não foi preso. “Foi decretado a medida protetiva de urgência em que o ex-marido deveria ficar longe de Francisca e da filha”, ressaltou. "Ele já ameaçava a ex-mulher e a filha do casal. Dizia que se mataria depois de matar as duas. No começo, ele até obedeceu a medida e ficou longe das duas. Infelizmente, agora aconteceu o assassinato", relatou Ricardo Adriano.
Antônio Gilmário foi preso por volta das 8h20 no Sítio Brejo, zona rural de Portalegre, e depois de confessar o crime foi levado para o Centro de Detenção Provisória de Pau dos Ferros, onde permanece à disposição da Justiça. A PM chegou até o local após denúncias de moradores.

Pesquisas: Certus na quarta e Ibope na sexta

Postado Por:
Registradas as últimas pesquisas da campanha eleitoral no Rio Grande do Norte.
O instituto Certus arca com as despesas da pesquisa que divulgará na quarta-feira e que registrou sexta-feira, 17, no TRE (00045/21014).
O instituto está ouvindo 1.510 eleitores.
O Ibope foi contratado pela TV Cabugi e vai ouvir 812 pessoas.

Vereadora mais votada em Parelhas pula de Robinson para Henrique

Postado Por:


“Eu não votei em você no primeiro turno Henrique, mas estou vindo atendendo um pedido do meu deputado Vivaldo Costa, e pode ter certeza, a partir de agora vamos, eu por um lado e Dr. Antônio por outro andar de casa em casa aqui em Parelhas, e fique certo de que daremos uma linda vitória a você e a João Maia no dia 26”.
Da vereadora mais votada na eleição de Parelhas que no primeiro turno votou em Robinson Faria e agora aderiu a candidatura de Henrique Eduardo.

No ponto mais baixo da campanha, Lula comanda show de baixarias em Minas Gerais!

Postado Por:
Ex-presidente insinua que Aécio bate em mulheres. E credita ao tucano a tática de 'partir para cima agredindo'. Comício teve menção ao uso de drogas.
Em um comício realizado em Belo Horizonte neste sábado, sem a presença de Dilma Rousseff, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ultrapassou os limites da inconsequência e comandou um show de baixarias e ofensas desmedidas contra Aécio Neves. Foi o ponto mais baixo da campanha até aqui. E não apenas desta campanha: desde 1989 o Brasil não assistia a um festival de ataques como os que o PT protagoniza em uma campanha. Lula não apenas se utiliza das mesmas armas de que foi alvo na campanha contra Collor, como vai ainda mais longe. No comício, o ex-presidente citou o nome de Aécio muito mais que o de Dilma, que se tornou personagem secundário dos discursos.

Em um discurso precedido por insultos pessoais ao tucano, Lula disse que Aécio usa violência contra as mulheres, por “experiência de vida”, e a tática de “partir para cima agredindo”. Ao comentar a estratégia do tucano contra Dilma Rousseff, o ex-presidente insinuou que Aécio costuma bater em mulheres. “A tática dele é a seguinte: vou partir para a agressão. Meu negócio com mulher é partir para cima agredindo”, afirmou Lula. O ex-presidente também classificou Aécio de “filhinho de papai” e “vingativo”. E o comparou a Fernando Collor. O mesmo Fernando Collor que hoje divide palanques com Dilma, como há uma semana, em Alagoas. Lula ainda voltou a mencionar o episódio em que o adversário deixou de soprar o bafômetro em uma bliz no Rio de Janeiro.

O ato deste sábado deixou claro que a tática do PT na reta final da campanha, após o revés de Dilma Rousseff no debate do SBT, na quinta-feira, será a de expor a presidente Dilma como uma vítima das “grosserias” de Aécio. Foi o que fez Lula neste sábado. “O comportamento dele não é o comportamento de um candidato (…) . É o comportamento de um filhinho de papai que sempre acha que os outros têm de fazer tudo para ele, que olha com nariz empinado. Eu não sei se ele teria coragem de ser tão grosseiro se o adversário dele fosse um homem”, disse o presidente.

O ex-presidente comparou Aécio a Fernando Collor porque, segundo ele, a eleição do ex-presidente (aliado do PT) foi fruto da pressão da mídia e de um falso discurso do “novo”. “Em 1989, com medo de mim, com medo do Ulysses, do Brizola, com medo do Mário Covas, muitas vezes instigado pela imprensa, este país escolheu o Collor como presidente da República dizendo que era o novo. E vocês sabem o que aconteceu neste país.”

Lula também disse que Aécio age como Carlos Lacerda, o estridente líder da oposição a Getúlio Vargas, ao mencionar o “mar de lama” para “esconder o próprio rabo”. O petista afirmou que, quando governou Minas Gerais, o tucano perseguiu professores de forma mais intensa do que a ditadura. “Não conheço, em nenhum momento da história, nem no regime militar, um momento em que os professores foram tão perseguidos como foram em Minas Gerais”, afirmou Lula. No vale-tudo, Lula tentou até subverter o tempo: indagou o que Aécio fazia quando Dilma foi presa por enfrentar a ditadura – ignorando que, na época, o tucano tinha apenas dez anos de idade.

Inacreditavelmente, Lula tentou definir o adversário com uma frase que resume de forma precisa a tática do PT: “É muito grave, porque as pessoas se acham no direito de desrespeitar os outros com muita facilidade e depois ir para a imprensa se passar de vítima. Não é possível.”

Mais ataques - Mais cedo, antes de Lula entrar no palanque, o mestre de cerimônias do comício leu uma carta de uma psicóloga petista que atribui a Aécio a prática de espancar mulheres e de uso de drogas, além de classificá-lo como “ser desprezível”, “cafajeste” e “playboy mimado”. Ela afirma que o tucano tem um “transtorno mental”.

Depois, o rapper Flávio Renegado, que discursou já na presença de Lula, do governador eleito Fernando Pimentel e de parlamentares petistas, disse que Aécio costumava fazer festinhas regadas a “pó royal”, uma gíria para cocaína. Durante o discurso de Lula, grande parte da militância presente emplacou um grito de “Aécio cheirador”, sob a complacência de Lula – o mesmo que, minutos antes, se orgulhara de nunca ter agido de forma desrespeitosa em nenhuma das campanhas eleitorais das quais participou.
Fonte: Veja via mural de riacho da cruz

Domingo de adesões para Henrique e João Maia no Seridó

Postado Por:

joao domingo
Durante a passagem da Caravana 15 neste domingo (19) pela região do Seridó, os candidatos ao Governo Henrique Alves (PMDB) e vice João Maia (PR), receberam adesões ao seu projeto de governar o Rio Grande do Norte. A primeira delas foi em Jardim do Seridó, quando o ex-prefeito Dr. Edimar Medeiros reuniu amigos e familiares e abriu as portas de sua casa para receber a caravana. “Voto em Henrique porque sei que é o melhor para a região do Seridó. Voto em Henrique porque tenho certeza que terá ao seu lado um vice competente como João Maia, que vai lhe ajudar a trazer as obras que o Seridó tanto precisa”, disse o médico e ex-prefeito.
Outra importante adesão foi em Parelhas, quando o ex-vereador e empresário Romildo Azevedo (Formiga Preta) anunciou em praça pública o apoio à Henrique. Formiga não veio só, trouxe sua filha Romisélia, a vereadora mais votada nas últimas eleições. “Eu não votei em você no primeiro turno Henrique, mas estou vindo atendendo um pedido do meu deputado Vivaldo Costa, e pode ter certeza, a partir de agora vamos, eu por um lado e Dr. Antônio por outro andar de casa em casa aqui em Parelhas, e fique certo de que daremos uma linda vitória a você e a João Maia no dia 26”.

domingo, 19 de outubro de 2014

Henrique ganha importante adesão em Parelhas

Postado Por:
formiga-preta-de-azul1Atendendo a um pedido do deputado estadual Vivaldo Costa, o ex-candidato a prefeito de Parelhas, Romildo Azevedo, o “Formiga Preta”, aderiu ao candidato do PMDB ao governo, Henrique Alves.
“Eu entendo que Henrique vencendo é o melhor para o Rio Grande do Norte. E Vivaldo terá uma grande oportunidade de continuar sendo deputado estadual estando ao seu lado. Por isso, declarei e vou pedir o voto aos meus amigos de Parelhas”, disse Formiga Preta.
Em tempo: Romildo disputou a eleição contra o atual prefeito de Parelhas, Francisco Medeiros, em 2008, e perdeu por pouco mais de 300 votos.
Postagens mais antigas → Início